Você sabe como funciona um projeto de automação residencial? – A.Dias

jul 20

Você sabe como funciona um projeto de automação residencial?

Casas inteligentes, criadas mediante projeto de automação residencial, são as melhores opções para aumentar a segurança do lar e trazer praticidade à vida dos seus habitantes.

Muitas casas modernas têm um sistema de automação residencial que transforma qualquer residência comum em um lar inteligente. Enquanto a automação de segurança doméstica pode ser um fator decisivo na escolha de um sistema, a casa automatizada pode tornar-se muito mais do que apenas um local seguro para sua família.

Quer saber mais sobre o tema? Acompanhe nosso artigo para entender como a automação funciona e os benefícios para o seu dia a dia.

Afinal, o que é a automação residencial?

A automação residencial faz parte da IoT — a Internet das coisas —, uma rede de informações inteligentes que estão conectadas e podem comunicar-se e trocar dados. Uma casa automatizada, também chamada de casa inteligente, inclui sistemas incorporados com componentes de conectividade de rede que reagem às ações e aos comandos de um proprietário.

A automação residencial é exatamente o que parece: automatizar a capacidade de controlar itens ao redor da casa — de persianas a alimentadores de animais de estimação — com um simples toque de um botão (ou um comando de voz) conectado à rede wireless.

Para que serve a automação residencial?

As casas inteligentes são melhores que as tradicionais em eficiência energética, potencial de economia, segurança e conveniência. A inteligência artificial substituirá cada vez mais a tecnologia de casa inteligente de hoje. Confira alguns benefícios da automação residencial!

Economia

Termostatos e lâmpadas, ambos inteligentes, economizam energia, diminuindo os custos ao longo do tempo. O controle a distância permite ligar e desligar aparelhos sem a necessidade de se deslocar até eles, conferindo mais praticidade.

Algumas tecnologias de automação residencial também monitoram o uso da água, ajudando a evitar contas exorbitantes.

Segurança

Os dispositivos de controle de acesso e segurança incluem câmeras, travas inteligentes e sensores de movimento. Há dispositivos inteligentes que já são capazes, até mesmo, de identificar objetos e diferenciá-los antes de alertar sobre o ocorrido.

Luzes e janelas controladas

Há muitas facilidades inimagináveis até poucos anos atrás. Agora, você pode ligar e desligar as luzes ou movê-las para cima e para baixo, mesmo quando estiver longe de casa, além de comandar alarmes para destravar janelas e portas quando sensores detectarem fumaça.

Os sensores de água podem alertá-lo para fechar janelas quando você não estiver em casa e começar a chover. As cortinas e intensidade das luzes também podem ser controladas por meio de aparelhos como smartphones, tablets e notebooks, desde que estejam conectados.

Ar-condicionado e aquecedor

Já pensou, em um dia extremamente frio, chegar em casa e ela já estar aquecida e pronta para receber você, tudo isso porque você conseguiu definir a distância a temperatura que queria? Essa possibilidade já existe graças à automação residencial!

Em uma Smart Home, a troca de dados entre as centrais e os equipamentos é feita em tempo real. Questões como a umidade e qualidade do ar fazem parte das análises, tudo para oferecer aos residentes um local mais confortável.

Eletrodomésticos

O que parecia cena de filme de ficção científica já é possível. Eletrodomésticos como Smart TVs, aparelhos de som, geladeira e outros muitos podem apresentar boas alternativas de automatização. Ligar, desligar e controlar por meio da rede sem fio, tudo isso faz parte das novas configurações das casas inteligentes.

A comodidade está entre as principais vantagens de automatizar os eletrodomésticos. Assim, você saberá em detalhes o funcionamento de cada um deles e os ajustes que podem ser realizados.

O que pode ser automatizado?

Hoje é possível automatizar quase tudo, desde o sistema de segurança até o estéreo. Mas aquele velho ditado “só porque você pode não significa que deveria” vale também para a automação residencial.

Uma boa regra prática, especialmente quando você está apenas se aventurando na automação residencial, é considerar se você usará o recurso automatizado com frequência. Por exemplo, abrir e fechar as persianas ou janelas, travar e destrancar as portas e monitorar o calor — essas são todas as coisas que você provavelmente já faz todos os dias.

Os aparelhos inteligentes, em conjunto com o projeto de automação, precisam ser pensados para cada usuário e sua rotina. Com a automação residencial, isso tudo simplesmente se tornam mais fácil e conveniente.

Como é feito um projeto de automação residencial?

Antes de começar a atualizar sua casa, considere o que você precisa e pode fazer com a automação residencial. Com tantas opções, vale a pena saber o que é realmente importante para você e sua família.

Comece analisando suas necessidades: qual é o seu objetivo final? Talvez você deseje mais personalização, conveniência ou segurança. Pense em onde você gasta mais tempo, por exemplo: se o centro da sua casa é a sala de estar ou a cozinha.

Considere onde você acha que a tecnologia de casa inteligente pode melhorar sua produtividade — se você gasta muito tempo cozinhando, talvez alguma tecnologia inteligente permita que você faça várias tarefas para aproveitar ao máximo esse tempo.

Você também deve pensar sobre o que quer em sua casa para melhorar a vida harmoniosa em família e ter um ambiente confortável e de lazer.

Não se esqueça de, também, determinar o seu orçamento daqui para frente e a empresa adequada para incorporar a tecnologia inteligente em sua casa. Algumas atividades, como a instalação de uma lâmpada para ligar e desligar, são simples e relativamente baratas. Já outros recursos, como câmeras de vigilância avançadas, podem exigir um investimento maior de tempo e dinheiro.

Quais as tendências da automação residencial?

Apesar de já terem tecnologias avançadas, a cada dia a automação residencial se atualiza e traz mais novidades. Para oferecer mais conforto, segurança e economia as empresas aperfeiçoam o que já existe e, não satisfeitas, criam mais dispositivos e tipos de controles.

No setor da segurança, os novos sensores fazem reconhecimento facial e podem, até mesmo, desligar a iluminação quando identificam algo suspeito. E o melhor de tudo: de onde você estiver será possível acompanhar tudo o que acontece na sua casa.

Quanto aos ambientes, um bom exemplo são os condicionadores de ar que podem ajustar a temperatura dos espaços de acordo com as reações físicas dos usuários, para que fiquem mais confortáveis. Essa é a chamada de “tecnologia para o bem-estar”.

Tanto em residências quanto em ambientes corporativos, é possível automatizar aparelhos dos tipos:

  • split;
  • janela;
  • multi split;
  • split inverter.

As climatizações com esses aparelhos são as mais comuns, e quando contam com conexão wireless podem ser ajustados para a automação. A economia é muito maior, uma vez que diminui consideravelmente o desperdício, mais ainda se o ar-condicionado for de modelo econômico.

As novas tendências vieram para substituir as dezenas de controles remotos que ficavam espalhados pela casa. Em apenas um aparelho você terá total controle das funcionalidades da sua casa, precisando apenas de um dispositivo conectado à rede Wi-Fi.

Um bom projeto de automação residencial deixa a sua residência mais segura e prática. Portanto, com um plano que defina o que precisa ser automatizado, alinhado com tempo e dinheiro fica muito mais simples transformar uma casa tradicional em uma casa inteligente.

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre projeto de automação residencial? Assine nossa newsletter para receber os conteúdos diretamente no seu e-mail!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.