Você sabe como funciona um projeto de automação residencial? – A.Dias

jul 20

Você sabe como funciona um projeto de automação residencial?

Casas inteligentes, criadas mediante projeto de automação residencial, são a melhor opção para aumentar a segurança do lar e trazer praticidade à vida dos seus habitantes.

Muitas casas modernas têm um sistema de automação residencial que transforma qualquer residência comum em um lar inteligente.

Enquanto a automação de segurança doméstica pode ser um fator decisivo na escolha de um sistema, a casa automatizada pode tornar-se muito mais do que apenas um local seguro para sua família. Quer saber mais sobre o tema? Acompanhe nosso artigo.

Afinal, o que é a automação residencial?

A automação residencial faz parte da IoT — a Internet das coisas —, uma rede de informações inteligentes que estão conectadas e podem comunicar-se e trocar dados.

Uma casa automatizada, também chamada de casa inteligente, inclui sistemas incorporados com componentes de conectividade de rede que reagem às ações e aos comandos de um proprietário.

A automação residencial é exatamente o que parece: automatizar a capacidade de controlar itens ao redor da casa — de persianas a alimentadores de animais de estimação — com um simples toque de um botão (ou um comando de voz).

Para que serve a automação residencial?

As casas inteligentes são melhores que as tradicionais em eficiência energética, potencial de economia, segurança e conveniência. A inteligência artificial substituirá cada vez mais a tecnologia de casa inteligente de hoje. Confira alguns benefícios da automação residencial!

Economia

Termostatos e lâmpadas, ambos inteligentes, economizam energia, diminuindo os custos ao longo do tempo. Algumas tecnologias de automação residencial também monitoram o uso da água, ajudando a evitar contas exorbitantes.

Segurança

Os dispositivos de controle de acesso e segurança incluem câmeras de segurança, travas inteligentes e sensores de movimento.

Luzes e janelas controladas

Você pode ligar e desligar as luzes ou movê-las para cima e para baixo, mesmo quando estiver longe de casa, além de comandar alarmes para destravar janelas e portas quando detectarem fumaça.

Os sensores de água podem alertá-lo para fechar janelas quando você não estiver em casa e começar a chover.

O que pode ser automatizado?

Hoje é possível automatizar quase tudo, desde o sistema de segurança até o estéreo. Mas aquele velho ditado “só porque você pode não significa que deveria”, vale também para a automação residencial.

Uma boa regra prática, especialmente quando você está apenas se aventurando na automação residencial, é considerar se você usará o recurso automatizado com frequência.

Por exemplo, abrindo e fechando as persianas ou janelas, travando e destrancando as portas, e monitorando o calor — essas são todas as coisas que você provavelmente já faz todos os dias.

Com a automação residencial, isso tudo simplesmente se tornam mais fácil e conveniente.

Como é feito um projeto de automação residencial?

Antes de começar a atualizar sua casa, considere o que você precisa e pode fazer com a automação residencial. Com tantas opções, vale a pena saber o que é realmente importante para você e sua família.

Comece analisando suas necessidades: qual é o seu objetivo final? Talvez você deseje mais personalização, conveniência ou segurança.

Pense em onde você gasta mais tempo, por exemplo: se o centro da sua casa é a sala de estar ou a cozinha.

Considere onde você acha que a tecnologia de casa inteligente pode melhorar sua produtividade — se você gasta muito tempo cozinhando, talvez alguma tecnologia inteligente permita que você faça várias tarefas para aproveitar ao máximo esse tempo.

Você também deve pensar sobre o que quer em sua casa para melhorar a vida harmoniosa em família e ter um ambiente confortável e de lazer.

Não se esqueça de, também, determinar o seu orçamento daqui para frente e a empresa adequada para incorporar a tecnologia inteligente em sua casa.

Algumas atividades, como a instalação de uma lâmpada para ligar e desligar, são simples e relativamente baratas. Já outros recursos, como câmeras de vigilância avançadas, podem exigir um investimento maior de tempo e dinheiro.

Portanto, com um bom projeto que defina o que precisa ser automatizado, alinhado com tempo e dinheiro, fica muito mais simples transformar uma casa tradicional em uma casa inteligente.

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre projeto de automação residencial? Siga-nos no FacebookYouTubeTwitter e Instagram agora mesmo!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.