Como oferecer soluções arquitetônicas visando o conforto ambiental? – A.Dias

jun 11

Como oferecer soluções arquitetônicas visando o conforto ambiental?

Vários são os aspectos que elevam a qualidade de um projeto arquitetônico: estética, custo-benefício, utilidade, tempo de vida útil. Entre esses aspectos, temos a questão do conforto, seja conforto acústico ou conforto térmico.

O conforto térmico está ligado às condicionantes de estratégias construtivas e ao uso de materiais para manter a edificação com uma temperatura agradável, sem perda de calor, em regiões mais frias, ou ganho de calor, em regiões mais quentes.

Neste post, vamos falar sobre a importância do conforto ambiental, estratégias e soluções de projetos que agregam conforto térmico à edificação. Posteriormente, listaremos benefícios que o conforto térmico acarreta no projeto e na edificação.

Qual é a importância de pensar no conforto térmico para o projeto?

A importância do conforto térmico consiste em assegurar uma edificação com padrões satisfatórios de bem-estar ao organismo humano, evitando sensações desagradáveis de frio ou de calor, aumentando a qualidade de vida dos usuários do espaço, seja em residências, espaços comuns ou escritórios.

Para o profissional, a importância é a de criar uma boa imagem profissional, levando aos clientes a segurança de que você pensa, além da estética, no conforto do usuário do ambiente.

Como garantir conforto térmico para a edificação?

Várias são as técnicas utilizadas para garantir conforto térmico nas edificações, que vão desde a escolha de projetos até a escolha de materiais e inserção de equipamentos mecânicos de climatização, como ar-condicionado e aquecedores.

É necessário que o projeto esteja adaptado para a realidade climática local, ou seja, projetar a edificação pensando nas condicionantes climáticas nas quais ela está inserida. A escolha de materiais e de soluções deve variar de acordo com a localidade na qual a edificação está sendo inserida, auxiliando no conforto térmico e diminuindo gastos com ar-condicionado, no caso de uso de telha e tintas de cor clara em climas quentes.

Como vivemos em um país tropical, recomenda-se, por exemplo, que os ambientes de longa permanência não sejam voltados para o poente, e, caso não seja possível, adicionar estratégias de fachadas cegas e uso de ar-condicionado nesses ambientes, amenizando, assim, o calor nesses locais.

Entretanto, as estratégias vão variar de região para região e é necessário conhecer ao máximo fatores como insolação — análise de carta solar, direção dos ventos dominantes, regime de chuvas, temperaturas em várias épocas do ano, etc. Pensar o projeto de forma adequada às condições locais acarreta inúmeros benefícios, entre eles, o conforto térmico.

Quais são os benefícios ao pensar no conforto ambiental?

Os benefícios variam. O mais direto é o aumento da qualidade do projeto, elevando a satisfação do cliente e o seu status como profissional no mercado de trabalho. Ao sentir-se bem no espaço, o cliente acaba lembrando quem fez o projeto.

Outros benefícios, como economia de energia, também são importantes. Projetos mal pensados ou mal executados acabam por necessitar mais de ar-condicionado do que projetos feitos de forma mais racional e mais adequada às realidades climáticas locais.

Estratégias de projeto sempre são bem-vindas para assegurar o conforto ambiental. Entretanto, soluções mecânicas, como o uso de ar-condicionado e aquecedores são sempre bem-vindos e, muitas vezes, são necessários. Vale a pena inserir esses produtos, principalmente em locais de longa permanência, como escritórios, quartos e outros.

Agora você já sabe que pensar em conforto térmico não é luxo ou elemento supérfluo para o projeto ou edificação, mas um fator tão importante quanto a estética e a funcionalidade.

Gostou deste post? Então entre em contato com a gente! Temos profissionais capacitados para dar dicas e indicar as melhores soluções para você!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.