Como melhorar os diagnósticos técnicos? 5 perguntas de ouro para um atendimento de qualidade. – A.Dias

jun 27

Como melhorar os diagnósticos técnicos? 5 perguntas de ouro para um atendimento de qualidade.

ar-condicionado 110V: Existe ou não? A boa notícia é que aparelhos nessa voltagem existem sim! Confira o tema em nosso post!

Sabemos que para termos um equipamento de climatização, um ar condicionado, funcionando corretamente e dentro das normas vigentes, temos que garantir o controle simultâneo de 4 condições do ar do ambiente: temperatura, umidade, velocidade e pureza.

Podemos também separar o equipamento em 3 sistemas:

– Sistema Mecânico: Composto de compressor, serpentinas, dispositivo de expansão e tubulação de cobre
– Sistema de Ventilação: Composto de ventilador, turbina e filtros de ar
– Sistema Eletroeletrônico: Composto de placas, capacitores, contatores, motores elétricos e sensores diversos.

Com essas informações podemos chegar a algumas conclusões importantes:

– O sistema mecânico é responsável por controlar a temperatura e a umidade do ar.
– O sistema de ventilação é responsável por controlar a velocidade e a pureza do ar.
– O sistema eletroeletrônico é responsável por garantir o funcionamento dos demais sistemas.

Ao iniciar a análise para diagnósticos de falhas ou manutenção, seja ela preventiva ou corretiva, teremos maior facilidade se olharmos o equipamento através dos sistemas e também se o dividirmos em 3 partes: Evaporadora, Condensadora e Infraestrutura (tubulação de cobre e cabeamento), ultima mas não menos importante, pois requer um trabalho puramente manual durante a sua confecção.

Pois bem, sabemos tudo isso, mas por onde começar a análise?
Em minha vivência descobri que, não adianta atuar apenas na consequência do problema e sim analisar a causa do mesmo, para isso, é muito importante respondermos a 5 perguntas claras e objetivas:

1- Qual o problema?
2- Quais as possíveis causas deste problema?
3- Quais as peças estão ligadas a esta causa?
4- O problema tem solução?
5- Reparo ou troca?

Exemplificando
1 – Qual o problema?
R: Baixo rendimento no modo refrigeração

2 – Quais as possíveis causas deste problema?
R: Baixa compressão, baixa expansão, baixo fluxo ou falta de fluído refrigerante, avaria ou ausência de isolamento térmico.

3 – Quais as peças estão ligadas a esta causa?
R: Compressor, dispositivo de expansão, sensores de temperatura, serpentinas e tubulação de cobre

4 – O problema têm solução?
R: Como o defeito está diretamente ligado aos sistemas mecânico e eletroeletrônico do equipamento, entende-se que o problema têm solução através de uma intervenção corretiva.

5 – Reparo ou troca?
R: Se a falha for por falta de fluído, avaria ou ausência de isolamento térmico podemos executar o reparo
R: Se a falha for por baixa compressão podemos executar a troca
R: Se a falha for por baixo fluxo ou por baixa expansão podemos executar ambas as ações.

Munidos dessas informações conseguimos aumentar nossa assertividade nos diagnósticos técnicos, diminuindo o número de retorno de atendimento e de solicitações de peças incorretas, agregando mais qualidade ao serviço prestado.

Então, gostou do nosso conteúdo? Siga-nos no Facebook, YouTube, Twitter e Instagram agora mesmo!

Posts Relacionados

1 comentário

  1. Fala mestre Informar,

    Como sempre mandando muito bem nos posts relacionados à vida dos prestadores de serviço na área de ar condicionado.

    Blogs como o de vocês apresentam e informam os cuidados que o consumidor deve ter para economizar e obter serviços de qualidade. Mais que isso, capacitam técnicos melhorando o nível do conhecimento a nível nacional.

    Obrigado

    Visitem nosso site: http://www.solatium.com.br

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.