Ar-condicionado inverter ou convencional: qual a melhor opção? – A.Dias

jul 29

Ar-condicionado inverter ou convencional: qual a melhor opção?

Nada como um ambiente climatizado para fugir do desconforto do calor. Mas em meio a tantos modelos, muitas dúvidas podem pairar. Uma das mais comuns é escolher entre modelos de ar-condicionado inverter ou convencional.

Essas opções têm algumas diferenças que envolvem a economia de energia, o nível de ruído e o impacto ambiental. Se você tem dúvidas sobre qual seria o modelo ideal para você, acompanhe nosso post!

Ar-condicionado inverter ou convencional?

tecnologia inverter foi uma inovação desenvolvida para aparelhos de ar-condicionado que caiu no gosto dos consumidores. Isso porque uma das suas principais vantagens é o menor consumo de energia elétrica, quando a solução é comparada com as opções convencionais.

Além disso, o ar-condicionado inverter atinge a temperatura desejada mais rápido do que os modelos tradicionais. Por isso, é considerado mais eficiente. Embora seja um pouco mais caro, esse aparelho tem se sobressaído no mercado. Veja a seguir as vantagens que tornam esse sistema tão desejado.

Economia de energia

Todo aparelho de ar-condicionado troca a temperatura do ambiente por meio da passagem de ar da serpentina evaporadora (a parte interna do equipamento). Depois, o ar refrigerado é devolvido ao cômodo.

Em um modelo comum, o compressor liga e desliga várias vezes, gerando picos de tensão. É justamente isso que causa o alto consumo de energia elétrica pelos aparelhos de ar-condicionado.

Já no sistema inverter, há constância no compressor, pois a temperatura varia a rotação de acordo com a climatização desejada. Trata-se de um circuito inteligente, com pouca oscilação e sem picos. Por isso, apresenta economia na conta de energia elétrica de cerca de 60%.

Baixo nível de ruído

ar-condicionado inverter faz menos barulho do que os modelos convencionais. Nele, quando a temperatura fica estabilizada, o compressor passa a trabalhar em baixa rotação e com um ruído bem menor.

Pelo fato de contar com duas unidades, sendo uma interna e outra externa, o ruído se concentra na parte que fica fora do cômodo. Isso gera mais conforto e bem-estar aos usuários e se torna um importante diferencial.

Menos impacto ambiental

Os modelos tradicionais de ar-condicionado utilizam o gás R-22 (HCFC), que danifica a camada de ozônio. Já os equipamentos com tecnologia inverter usam o gás ecológico R-410A, que não é tóxico e nem inflamável.

Esse gás é considerado ecológico, pois não conta com CFCs (clorofluorcarbonos), que são substâncias à base de cloro altamente prejudiciais à saúde humana e à camada de ozônio.

Como escolher o modelo ideal?

Antes de optar pelo modelo tradicional ou pelo ar-condicionado inverter, é preciso analisar as necessidades do ambiente. É isso que vai definir a potência de refrigeração capaz de climatizar o espaço.

A potência é determinada pelo BTU, sigla para British Thermal Unit — a Unidade Térmica Britânica. Dessa forma, é necessário fazer o cálculo da necessidade do ambiente para acertar na compra do ar-condicionado na potência adequada.

Ao comprar um aparelho de ar-condicionado inverter ou convencional, uma loja especializada e de confiança pode ajudar nessa decisão. Com a possibilidade de contar com bons produtos, ficar mais fácil optar por aquele considerado ideal para o seu caso. A Adias oferece diversos modelos para você. Confira nossas opções!

 

Posts Relacionados

2 comentários

  1. Achei este conteúdo interessante e compartilhei em meu facebook.
    Agromania da sorte

    1. Olá Gustavo, OK, pedimos apenas incluir a ref com nosso Blog. Obg

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.