Ar-condicionado e saúde: entenda melhor essa relação – A.Dias

jan 07

Ar-condicionado e saúde: entenda melhor essa relação

Ar-condicionado e saúde não precisam ter uma relação complicada. Você já deve ter ouvido falar que o uso de ar-condicionado exige alguns cuidados, como com o ressecamento da pele e mucosas e com a manutenção e limpeza dos filtros do aparelho.

Mas o que pouca gente conhece são os grandes benefícios do ar-condicionado para a saúde. Essa tecnologia tem importante papel na melhoria da qualidade de vida das pessoas. Neste artigo você vai conhecer alguns desses benefícios. Acompanhe!

Bem-estar térmico

O calor excessivo tem claro impacto negativo nas atividades físicas e intelectuais. Estudar, fazer exercícios físicos ou simplesmente arrumar a casa fica muito mais difícil em dias quentes ou abafados — o que, em muitas regiões do Brasil, significa o ano inteiro. O conforto trazido pelo ar-condicionado ajuda na produtividade em casa, aumentando as chances de que você passe mais tempo lendo ou se exercitando.

Imagine que você tem uma bicicleta ergométrica ou esteira dentro de casa. É prático poder correr ou pedalar sem ter de ir para a academia, mas em uma sala abafada é fácil desanimar. Já em um clima mais fresco, fica fácil.

Além de mais baixa, a temperatura do ar-condicionado é consistente, o que é mais saudável. Variações bruscas de temperatura ao longo do dia podem causar cansaço ou baixar as defesas do sistema imunológico. O ar-condicionado evita o mal-estar causado por aquele calor que chega ao meio-dia.

Melhora na qualidade do sono

O sono é um componente-chave para se entender a relação entre ar-condicionado e saúde. A cada ano a ciência descobre mais problemas relacionados ao sono de má qualidade, como perda de memória, pressão alta, ganho de peso, fraqueza do sistema imunológico e problemas de concentração — podendo levar até a acidentes de trânsito ou no trabalho.

O ar-condicionado permite uma temperatura agradável e constante ao longo de toda a noite, melhorando a qualidade do sono. Além disso, os aparelhos ficam mais silenciosos a cada geração.

Redução de riscos à saúde

O calor excessivo ao longo de muito tempo aumenta as chances de vários problemas de saúde, como falta de apetite, desidratação e até mesmo ataques cardíacos. O ar-condicionado reduz o risco dessas condições.

Por também reduzir a umidade dentro de casa, o ar-condicionado ajuda a eliminar pólen, mofo, bolor e outros alérgenos que ficam no ar. Assim, ele contribui para reduzir o risco de asma. Um sistema com boa manutenção também vai filtrar poluentes e outros agentes contaminadores.

Finalmente, tanto a temperatura mais baixa quanto a prática relacionada de manter janelas fechadas ajudam a reduzir a presença de pulgas, mosquitos (inclusive o da dengue) e outros insetos e parasitas, que preferem ambientes mais quentes e úmidos.

A relação entre ar-condicionado e saúde pode ser próxima e positiva. Com a instalação e a manutenção corretas, o aparelho ajuda na qualidade do sono, a fazer exercícios dentro de casa e até a evitar problemas como asma e insetos. É um ótimo investimento para quem quer mais qualidade de vida.

Gostou deste texto? Então curta a nossa página no Facebook e acompanhe de perto as melhores dicas em ar-condicionado, saúde e qualidade de vida!

 

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.