Aquecedor de ambiente: o que é e como escolher o ideal? – A.Dias

jun 08

Aquecedor de ambiente: o que é e como escolher o ideal?

Com a chegada das frentes frias, muitas pessoas já começam a se preparar para a época de inverno. É hora de tirar casacos, meias, cachecóis e cobertores do armário. E você já pensou em ter um aquecedor de ambiente para deixar sua casa ainda mais aconchegante durante esse período?

Há inúmeros modelos com diversas formas de funcionamento disponíveis no mercado. Para escolher, a primeira coisa a se observar é onde o aparelho ficará. O local influencia muito, pois um espaço com piso frio precisa de mais potência do que outro com piso de madeira, por exemplo.

Para definir, observe quais as características do aquecedor de ambiente que melhor se adaptam às suas necessidades. Neste artigo você vai ver os tipos de aquecedor de ambiente disponíveis e qual a melhor opção para o seu espaço. Confira!

O que é um aquecedor de ambiente?

Um aquecedor de ambiente, como o nome já sugere, aquece e mantém um cômodo quentinho e agradável. Trata-se de um aparelho que eleva a temperatura, muito usado por quem mora em locais onde o frio é intenso.

Seu uso também é indicado para manter o conforto térmico no quarto de crianças, que normalmente não ficam cobertas durante a noite toda. Idosos também se beneficiam do aquecedor de ambiente, já que sentem mais frio e correm mais risco de adoecerem no inverno.

Quais os tipos de aquecedor de ambiente?

Aquecedor Incandescente

Este modelo costuma ser o tipo mais barato, porém o que consome mais energia elétrica. Neste aparelho a resistência fica visível e protegida por uma grade de metal. O processo de aquecimento com o aparelho é muito rápido, mas o calor fica mais concentrado, não sendo dissipado no espaço.

Ele não é indicado para ficar em locais com muita umidade ou perto de outros objetos. Também não é bom que seja usado onde há crianças ou animais de estimação, pois resseca o ar. São aparelhos leves e fáceis de serem transportados para outros locais.

Aquecedor de cerâmica

É um aparelho elétrico que também tem a resistência visível. No entanto, a grade que protege a resistência é de cerâmica, o que faz com que o calor seja dissipado de maneira mais uniforme por meio de uma ventoinha.

É um modelo que faz barulho, semelhante ao produzido por alguns equipamentos de ar-condicionado. Há opções disponíveis portáteis ou acopladas à parede, de acordo com a necessidade.

Aquecedor a óleo

Essa classe de aquecedor de ambiente também funciona a partir de uma resistência. Ligado à rede elétrica, o aparelho esquenta o óleo que, por sua vez, deixa os tubos de metal do aparelho quentes, fazendo que ele aqueça o ambiente. O ar não entra em contato com a resistência, sendo assim, não resseca o local ao redor.

Esse tipo é mais silencioso e custa mais caro que alguns outros modelos. Requer cuidado no manuseio para evitar acidentes, uma vez que as partes aquecidas ficam expostas.

O aquecedor a óleo permite conforto térmico eficiente e uniforme em todo o ambiente. O aquecimento é rápido e ele funciona de maneira silenciosa. O óleo não precisa ser trocado e existem modelos que têm termostato para regular a temperatura automaticamente.

Aquecedor gabinete

São aquecedores que lembram muito ventiladores. Nesse tipo de aparelho, o calor é gerado, assim como nos aquecedores irradiadores, por meio de resistências incandescentes. Porém, essas ficam em gabinetes fechados e o calor é espalhado pelo local por meio de um ventilador.

São modelos que apresentam boa eficiência, já têm o alcance maior da área. Têm regulador de temperatura, o que facilita para atingir o conforto térmico. Pode ser bem leve, o que torna fácil trocar o aparelho de local. O consumo energético é mais elevado.

Ar-condicionado quente-frio

Também conhecido como ciclo reverso, esse tipo de ar-condicionado é ideal para quem mora em regiões onde a variação de temperatura é alta. Esse aparelho tem tanto a função de resfriar como a de aquecer, tendo assim um ótimo custo-benefício.

ar-condicionado quente-frio auxilia a manter a qualidade do ar, deixando a umidade em níveis adequados. Além disso, tem a vantagem de ser multifunção, ter um aparelho que aquece e resfria vai trazer maior comodidade não só com as temperaturas mais amenas, mas também nos períodos mais quentes do ano.

Aquecedor a gás

É um aparelho mais robusto que os outros. Para que funcione, é necessário conectá-lo a uma fonte de gás. Esse aquecedor é mais indicado para ambientes grandes e que não têm muitas divisórias, pois o aquecedor a gás funciona a partir da troca de calor com o ambiente.

Não é indicado que se use para aquecer locais pequenos. Costuma ser mais utilizado para climatizar ambientes grandes, como restaurantes. O aparelho fica embutido junto ao sistema de encanamento.

Quais os gastos com energia?

Adquirir um aquecedor de ambiente pode ser um bom investimento para manter o bem-estar durante o frio. Alguns modelos saem mais em conta e, muitas vezes, não é necessário realizar nenhum tipo de instalação.

É recomendado que seu uso seja moderado, pois, como qualquer outro aparelho elétrico, repercute na conta de luz. De acordo com o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, utilizando aquecedor durante um mês, por quatro horas ao dia, os impactos podem chegar de R$ 50,00 a R$ 100,00 dependendo do tipo.

É importante ficar sempre de olho no funcionamento do aparelho. Para melhor desempenho, verifique se as janelas da casa estão fechadas. Isso ajuda na economia, pois otimiza o uso. Porém, nunca deixe o local onde o aquecedor está funcionando totalmente fechado, pois essa prática pode causar danos à saúde.

Aparelhos que funcionam de maneira programada ou têm timer, além de auxiliarem também no consumo energético, trazem mais conforto e praticidade ao uso do aquecedor. Para que não gaste tanto, não deixe o aparelho ligado quando não há ninguém no cômodo.

Quais cuidados ter na utilização?

Como alguns aquecedores de ambiente deixam o ar seco, utilize um umidificador junto. Para quem tem problemas respiratórios esse cuidado é fundamental. O uso inadequado pode desencadear crises.

Também é importante que os equipamentos sejam limpados após muito tempo guardados. A manutenção evita a proliferação de micro-organismos prejudiciais à saúde, podendo agravar casos de rinite, bronquite e asma.

Os aparelhos não devem ser usados perto de objetos inflamáveis. Mantenha à distância de cortinas, tapetes, móveis e plásticos. Jamais use o equipamento para secar roupas e sapatos.

Deve-se prestar atenção para que a temperatura do ambiente não fique muito elevada, principalmente se a área for muito pequena. Isso pode causar queda na oxigenação, baixa na pressão sanguínea, desmaios e vômitos.

Como escolher o aparelho?

Dentre os vários tipos de aquecedores no mercado, é importante avaliar qual atende suas necessidades da melhor maneira conforme as funções. Leve em consideração o tamanho do espaço que requer aquecimento e o tipo de piso.

Além disso, a maioria dos equipamentos tem capacidade para aquecer cômodos de 20 a 25 metros quadrados. Por isso, pode ser necessário adquirir mais de um para locais maiores.

Em ambientes onde crianças e animais de estimação circulam é fundamental que existam critérios na escolha para evitar acidentes. Nesses casos, busque opções que ofereçam menos riscos.

Agora você já sabe que o aquecedor de ambiente proporciona conforto e temperaturas agradáveis durante o ano todo. Veja também como o aquecedor a gás digital pode deixar a água de sua casa quente durante todo o ano!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.