Afinal, o que é insolação? Entenda mais sobre esse perigo – A.Dias

jan 30

Afinal, o que é insolação? Entenda mais sobre esse perigo

Verão é época de passear, fazer atividades ao ar livre, curtir mar e piscina — e, consequentemente, estar sujeito aos perigos da luz solar. Um deles é a insolação, causada pela exposição prolongada ao sol e ao calor excessivo. Esse mal-estar pode ocasionar convulsões e levar à morte quando não tratado rapidamente.

Para você aproveitar a estação mais quente do ano sem correr riscos, confira, no post de hoje, o que é insolação, aprenda a identificar seus sintomas e anote nossas dicas para evitar esse problema grave!

O que é insolação?

A temperatura interna ideal para que o nosso organismo funcione perfeitamente é 36,5°C. Para manter essa condição, o corpo regula sua temperatura por meio da transpiração. No entanto, essa função pode ficar prejudicada em ambientes muito quentes ou quando a umidade do ar está muito elevada (acima de 70%). A água do suor precisa evaporar para o calor sair, e isso é mais difícil quando o ambiente já é úmido.

Sem o resfriamento do organismo, a temperatura interna sobe muito e coloca em risco vários órgãos, principalmente, cérebro, rins e coração. Crianças, idosos, atletas e trabalhadores que fazem esforço físico em local aberto têm mais chances de sofrer insolação, bem como queimaduras de sol.

Quais são os sintomas da insolação?

O primeiro sinal de alerta é parar de suar. Se a exposição ao sol e ao calor continuar, podem aparecer gradativamente outros sintomas da insolação. Veja quais são:

  • alta temperatura do corpo;
  • dor de cabeça;
  • tontura e náusea;
  • vômito;
  • pele quente e seca;
  • língua inchada e seca;
  • boca e olhos secos;
  • confusão mental;
  • febre alta;
  • aumento da frequência cardíaca;
  • convulsão.

Como tratar a insolação?

A principal medida para aliviar um quadro de insolação é diminuir a temperatura corporal da pessoa. Para isso, é importante levá-la para um local mais fresco e com sombra, e remover peças de roupa. O ideal é mergulhar a pessoa em água fria ou gelada, ou levá-la para uma ducha fria. Se isso não for possível, pode-se borrifar água fria na pele e ventilar a área, com o objetivo de fazer a água evaporar. Ou ainda fazer compressas frias em áreas como testa, pescoço e axilas. Não se deve oferecer água para a pessoa beber.

A insolação pode levar à morte se não for revertida rapidamente. Então, não deixe de chamar socorro (ligue 192) ou levar a pessoa para um atendimento de urgência. Monitore a temperatura corporal da pessoa até o socorro chegar, e continue os esforços de refrigeração até que o termômetro indique abaixo dos 38 °C. Somente um médico poderá avaliar se o mal-estar causou danos ao organismo e receitar medicamentos para a sua completa recuperação.

Quem corre mais risco de sofrer insolação?

Entre os fatores de risco da insolação estão:

  • idade;
  • exercício físico em climas quentes ou abafados;
  • alguns medicamentos, como vasoconstritores e diuréticos;
  • obesidade e sedentarismo;
  • algumas condições crônicas, como doenças cardíacas e pulmonares;
  • exposição súbita a temperatura quente (choque térmico);
  • falta de ar-condicionado.

O que fazer para evitar insolação?

Para prevenir casos de insolação, é essencial ter cuidados extras durante os períodos mais quentes e úmidos do ano. Veja formas simples de prevenir o problema:

Beba muita água

A dica vale para qualquer estação, mas, especialmente, no verão é preciso beber grandes volumes de água. A quantidade ideal varia conforme diversos fatores. Porém, uma média de 2 litros diários para um adulto é suficiente para evitar a desidratação. Durante a prática de exercícios, é preciso consumir ainda mais água.

Evite exposição excessiva ao sol

Leve a sério a recomendação de não ficar no sol entre 10h e 16h. Esse é o período em que os raios solares são mais prejudiciais, podendo causar não apenas insolação, mas também queimaduras graves. Independentemente do horário de exposição ao sol, use filtro solar com fator de proteção 30 ou mais e fique em locais onde você possa se abrigar na sombra quando sentir calor.

Evite bebidas alcoólicas e açucaradas

O consumo de álcool e açúcar pode prejudicar a capacidade do corpo de controlar a temperatura. Da mesma forma, bebidas muto geladas podem causar dores de estômago. Quem faz exercícios pode consumir bebidas isotônicas, já que perdemos sal por meio do suor. Caso seu médico tenha restringido seu consumo de fluidos ou de sal, consulte-o antes de tomar esse tipo de líquido.

Vista roupas mais leves

O uso de roupas pesadas, de cores escuras e/ou tecidos quentes, dificulta a evaporação do suor e o consequente resfriamento do corpo. Prefira tecidos leves e cores claras, e não tenha receio de pendurar o paletó ou jaqueta se for preciso.

Evite aglomerações

Shows, protestos, congressos e eventos com muita gente em um ambiente quente ou abafado podem aumentar o risco de insolação. Se você não puder evitar essas ocasiões, pense em algumas medidas paliativas, como:

  • usar boné e óculos escuros para se proteger do sol e calor;
  • carregar sempre uma garrafinha d’água;
  • evitar os pontos de maior aglomeração, preferindo os cantos, por exemplo.

Adote pequenos hábitos úteis

Quem entende de cuidados com o sol sabe que várias práticas simples podem ajudar a evitar insolação e queimaduras. Alguns exemplos:

  • usar roupas adequadas, protetor solar e chapéu, viseira ou boné para se proteger do sol;
  • fazer várias refeições pequenas por dia, em vez de poucas refeições grandes e pesadas;
  • incluir itens frios na dieta, como salada;
  • ao entrar no carro, abrir as portas e janelas, e deixar o ar quente escapar um pouco antes de seguir viagem;
  • não ficar dentro de um carro estacionado, e evitar deixar pessoas dentro do carro parado;
  • tomar remédios apenas com receita, e consultar um profissional a respeito de efeitos colaterais da droga em relação à insolação;
  • ao viajar para um ambiente mais quente, tente limitar os exercícios físicos e adotar uma agenda menos apertada.

Planeje-se

Prevenir é melhor que remediar. Ao agendar atividades ou organizar sua rotina, decida fazer atividades físicas ao ar livre de manhã cedo ou no fim da tarde, evitando queimaduras de sol. Procure realizar tarefas em lugares que tenham sombra ou sejam climatizados.

Prefira ambientes climatizados

ar-condicionado é um grande aliado na prevenção da insolação porque mantém a temperatura agradável. Por isso, na hora de escolher os ambientes para estar nos horários mais quentes do dia, dê preferência a locais climatizados. Em casa ou no trabalho, mantenha a temperatura do ar-condicionado próxima a 23°C. Isso garante conforto e evita choques térmicos ao entrar e sair do cômodo.

Gostou do nosso material sobre o que é insolação? Então, compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude familiares e amigos a curtir o verão sem sustos!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.