7.000 BTU/h ou 9.000 BTU/h? Descubra qual a capacidade térmica necessária para a sua casa. - A.Dias

jun 14

7.000 BTU/h ou 9.000 BTU/h? Descubra qual a capacidade térmica necessária para a sua casa.

Item quase obrigatório em um país tropical como o nosso, o ar-condicionado é o sonho de consumo de muitos brasileiros. Porém, na hora de comprar o aparelho, muita gente não faz ideia da capacidade que ele deve ter para refrigerar o ambiente. Em geral, as lojas buscam vender aqueles com maiores capacidades, mas será que são realmente necessários?

Você sabia que, antes mesmo da busca pelo aparelho, é preciso conhecer a carga térmica total do local em que o ar-condicionado será instalado para que ele tenha o efeito desejado?

Confuso com esse termo? Quer comprar um ar-condicionado mas não sabe a capacidade necessária? Então aprenda neste artigo o que é e como calcular a carga térmica do seu ambiente e encontre o aparelho ideal para as suas necessidades!

 

O que é carga térmica?

De forma geral, a carga térmica é a soma de todas as formas de calor de um ambiente. Em outras palavras, é a quantidade de calor a ser retirada (no verão) ou acrescentada (no inverno) para manter o ambiente na temperatura desejada.

Esse termo divide-se ainda em carga térmica interna, que é aquela gerada dentro do ambiente já tratado, e carga térmica total, que considera o calor introduzido pelo ar externo. É esse valor total que corresponde à capacidade necessária para o aparelho trabalhar em condições favoráveis.

Como é medida?

A capacidade térmica de um aparelho pode ser medida em várias unidades, como BTU/h (British Thermal Unit, ou Unidade Térmica Britânica), TR (Tonelada de Refrigeração), HP (Horse Power ou cavalo-força) e kW (quilowatt), sendo o BTU/h e o kW as unidades mais utilizadas no Brasil.

Inicialmente, para saber qual capacidade o seu aparelho deve ter, foi estipulado comercialmente que um ambiente com área de 6m² ocupado por duas pessoas deveria ter a oferta mínima de 7.500 BTU/h de ar frio.

Ou seja, essa é a quantidade mínima necessária para que a temperatura de um ambiente ocupado por duas pessoas fique agradável. Porém, devido às alterações climáticas atuais, são necessários ajustes a essa estimativa.

É claro que cada ambiente possui diversos fatores que interferem nesse padrão, por isso é importante calcular a carga térmica específica de cada ambiente, de modo que o ar-condicionado atenda às condições do local, como a incidência de sol ou o tipo de telhado da residência, entre outros fatores.

Como calcular a carga térmica do ambiente?

Na hora de comprar o aparelho de ar-condicionado, o próprio funcionário da loja pode ajudá-lo a descobrir a carga térmica do seu ambiente. Para isso, tenha em mãos as seguintes informações:

  • metragem do ambiente onde o aparelho será instalado;
  • número de pessoas que ocupam o espaço;
  • potência elétrica dos equipamentos no ambiente.

Entretanto, o cálculo de carga térmica é bem simples e você pode fazê-lo antes mesmo de começar a procurar pelo aparelho — mas é necessário prestar atenção nas condições do ambiente.

Na cidade de São Paulo, em um ambiente sem insolação, por exemplo, tendo em vista um cálculo de duas pessoas no ambiente, basta multiplicar a metragem por 750 BTU/h. Assim, para a instalar o aparelho em um quarto de 12m², onde normalmente encontram-se duas pessoas, o cálculo seria o seguinte:

  • 12m² x 750 BTU/h = 9.000 BTU/h de carga térmica.

Logo, um aparelho de ar-condicionado nesse quarto necessitaria ter a capacidade de, pelo menos, 9.000 BTU/h.

Já para um ambiente com insolação, também ocupado por duas pessoas, multiplica-se a metragem do ambiente por 950 BTU/h. Logo, um aparelho para um ambiente com 12m² precisa de um equipamento de capacidade mínima de 12.000 BTU/h.

Agora, para cada pessoa adicionada ao ambiente é preciso somar 600 BTU/h — tanto em ambientes com insolação quantos naqueles sem insolação. Da mesma forma, para cada equipamento eletrônico no cômodo, adicionam-se outros 600 BTU/h ao cálculo.

Viu como é simples? Um ar-condicionado dentro do padrão de carga térmica do ambiente gera mais economia, pois não trabalha de forma forçada, e garante o conforto esperado.

Agora que você já sabe o que é a carga térmica e como calculá-la, é hora de ir em busca do ar-condicionado ideal para o seu lar. Aproveite para receber mais dicas como essas assinando a nossa newsletter!

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.